terça-feira, 14 de janeiro de 2014

A Descoberta do Mundo #12


Última Descoberta do Mundo de 2013! Mais um post com atraso, mas a viagem no fim do ano bagunçou – embora por uma ótima razão – a já bagunçada agenda do blog. O mês de dezembro foi um mês corrido por causa das festividades e das entregas de trabalho na faculdade. Li menos do que no mês passado, porém não comprei nenhum livro. Foi o único mês do ano que não fiz nenhuma compra, mas ganhei alguns presentes. Me acompanham nas leituras de dezembro?

Presentes:

Instruções – Neil Gaiman e Charles Vess. Rocco.
Presente de Natal do meu namorado. Esse livro estava na minha lista de desejados quando ainda não existia tradução pro português. Nem preciso dizer como fiquei radiante com o presente, né? Junto eu ganhei outras coisas lindas, mas aqui só mostrarei a Clara, minha nova corujinha (a maior da minha parca coleção).


Clara com os óculos do pai ^^

Seis propostas para o próximo milênio – Italo Calvino. Companhia das Letras.
Presente da fofa e incrível Michelle Henriques, que acertou em cada pequena lindeza que ela me deu. Outro livro há tempos na lista de desejados. Vou até colocar algumas fotos aqui, para compartilhar o amor que foi ganhar esse presente.



Como não amar um presente lindo desses?

Leituras:

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios – Marçal Aquino. Companhia das Letras. (Leitura no Kindle)
Como comentei na Descoberta do Mundo anterior, tinha esse livro no Kindle há séculos e não tivera coragem de lê-lo até então. A história não é de todo ruim, mas não conseguiu me convencer. A Lavínia não me convenceu como personagem feminina, infelizmente. A narrativa até prende, mas os fatos não me fisgaram. Acontece.

O Oceano do Fim do Caminho – Neil Gaiman. Intrínseca.
Livro que ganhei de presente de aniversário do meu namorado, como informei na Descoberta do Mundo de agosto. Tentei ler pouco depois de ganhá-lo, mas a leitura não fluiu. No começo de dezembro, depois de ler uma resenha gostosíssima do blog Espanadores, senti aquela sensação peculiar que só temos quando um livro nos convida à leitura. Devorei-o com gosto. Terminei com os olhos rasos d'água e com o peito meio agridoce. Excelente leitura. Preciso ler mais Gaiman!

Eu me chamo Antônio – Pedro Gabriel. Intrínseca (Leitura no Kindle)
Fiquei encantada pela página do Facebook desde que a descobri. Ao saber que o projeto havia se transformado em livro, bateu a curiosidade de saber como ficaria. A leitura no Kindle não foi muito boa, pois o livro estava configurado para uma tela de tablet, mas valeu para sanar a curiosidade. Assim que puder comprarei o livro impresso.
E se Obama fosse africano? – Mia Couto. Companhia das Letras.
Leitura iniciada em maio, se não me engano, e, após uma longa pausa, só agora pude concluir. Se já tinha adorado os contos do Mia Couto – ainda não tive fôlego pra ler seus romances – adorei ainda mais seus ensaios. Ele discorre sobre o assunto de maneira clara e objetiva, mas sem perder o tom poético. Muitos palestrantes e estudiosos por aí podiam descer de seu altar de pedantismo e se expressar com a mesma clareza.

Cada homem é uma raça – Mia Couto. Companhia das Letras.
Dezembro foi o mês de concluir algumas leituras pendentes. Faltava apenas um conto para terminar esse livro, mas não sei por qual razão eu o deixei de lado. Decidi concluí-lo de uma vez, assim abro espaço para outros livros do Mia Couto – e de outros escritores – na minha lista de leituras futuras.

Instruções – Neil Gaiman e Charles Vess. Rocco.
Foi minha leitura de Natal. Li esse livro para os meus irmãos e todos nos encantamos com a delicadeza da escrita do Gaiman e dos traços lindíssimos do Charles Vess. Excelente escolha para o último livro do ano.



Sugestões? Críticas? Elogios? A fim  de uma boa prosa? Por favor, comentem!

Um comentário:

  1. Camis, quantas leituras boas!
    Sabe que passei a mesma coisa com "O Oceano..."? Tentei ler em julho, logo que comprei, mas não fluiu. Justamente por causa da resenha do Kalebe que eu retomei a leitura e foi só amor. Entrou para a lista dos favoritos!
    E fico imensamente feliz que vc tenha gostado dos presentes. Caio no clichê: "Foi simples, mas foi de coração"
    Beijos!

    ResponderExcluir